segunda-feira, 18 de maio de 2009

Porque dançar sem pagar nada.

Muitas pessoas me perguntam onde podem fazer aulas de dança de graça e por isso resolvi começar a fazer uma série de postagens especialmente sobre isso.
Primeiramente quero dizer que esta é uma pergunta muito válida, porque moramos na cidade de São Paulo e pagamos impostos altíssimos para viver, morar e trabalhar aqui. Em troca a prefeitura nos oferece uma infinidade de atividades que, em sua grande maioria, não são aproveitadas, devido a falta de divulgação.
Por isso, faço questão de divulgar locais onde não só podemos, como devemos dançar sem ter de pagar a mais por isso.
Fora isso há ONGs e outras instituições que oferecem atividades a custo zero ou muito baixo.
Não estou com isso tirando o emprego de algum profissional da dança, ou até mesmo excluindo oportunidades para mim, quando uma pessoa, que não tinha acesso antes, começa a praticar dança, há 80% de chance de ela gostar muito e continuar a consumir dança, seja em aulas, bailes, comprando CDs, sapatos, roupas para dançar, ingressos de espetáculos de dança e nisso eu estou movimentando todo o mercado de dança.
Agora você não pode mais usar a desculpa: "é muito caro" para não começar a dançar.
;)

3 comentários:

DANI e ALAN disse...

DANCEI BALLET CINCO ANOS MAS TIVE QUE PARAR HOJE TENHO UMA FILHA DE SETE ANOS É DIFICIL PAGAR!SEI O QUANTO ÉBOM DANÇAR SE SNTIR NAS NUVENS GOSTARIA DE PROPORCIONAR ISSO A ELA!

Cleo disse...

Traga-a na Igreja domingo de manhã.

Qualquer dúvida, me escreva por e-mail.

Grande Abraço.

penelopebeolchi disse...

Lembrando da minha infância misturam-se lembranças agradáveis às desagradáveis.Um emaranhado de cores e cheiros.Dias tristes e alegres.Perdas e ganhos.
Retorno aos meus 8 anos sentada na sala durante o intervalo.Desenhando uma Hello Kit para uma amiguinha.Eu tinha encomendas.Tinha 8 anos e uma lista de encomendas de desenhos porque sabia copiar olhando.Bem cedo eu descobri um prazer solitário de me concentrar e não pensar em mais nada.
Não pensar em situações de violência vividas em casa,não pensar que era muito gorda e ficava “cansadade” quando brincava de correr.Não queria falar com ninguém nem ter que competir.Detestava as brincadeiras de competição,mas foi justamente nas aulas de educação física que descobri que era muito boa em queimada.Ninguém me pegava!Sempre escapava da bola.Era uma especialista em fugir (Talvez por isso em todos os outros jogos coletivos eu era sempre a última aluna a ser escolhida seguido de um Ahhhhhhhhhhhhh! generalizado do grupo.Porque aquela tortura?).
Me lembro de brincar sozinha com dúzias de bonequinhos!Era um musical da Brodway!Cantava e fazia coreografias.Deitada no banco de trás do carro fingia dormir.Mas não,eu estava soltando a imaginação na música do rádio.Uma bailarina de dança moderna fazia movimentos com o corpo.Fluídos,acrobáticos.Nem sabia o que era dança contemporânea,mas fantasiava.Um vestido lindo.Fluido.Vermelho,rosa.Só de colant.Pensava:quando puder vou dançar Muuuuuuuuuuito...Os dois dedinhos bailando!